header
Pesquisa Avançada
Your search results

Como usar o FGTS para pagar o financiamento do seu apartamento?

por Mais M2 em 2 de novembro de 2020
Como usar o FGTS para pagar o financiamento do seu apartamento?
Comentários aprovados:0

O financiamento imobiliário é um dos meios mais utilizados pelo brasileiro para adquirir um imóvel. O momento é propício devido à baixa dos juros, mas por conta de ser uma dívida de longo prazo, todos os recursos para amenizá-la são benvindos.

Uma das formas mais conhecidas é a utilização do FGTS para pagar o financiamento do apartamento. O saldo pode ser usado de diferentes maneiras:

– Como parte da entrada;

– Quitar o saldo devedor;

– Amortizar as parcelas.

Saiba tudo sobre esse benefício, como e quem pode solicitar e todas as condições para usar o FGTS para pagar o financiamento.

Entenda o FGTS

O Fundo de garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é depositado todo mês pelo empregador ao trabalhador de carteira assinada. Esse valor fica retido em contas específicas da Caixa Econômica Federal e corresponde a 8% dos vencimentos. Esses recursos só podem ser sacados em algumas situações, uma delas é a compra de um imóvel ou para amortizar o financiamento imobiliário.

Quais as modalidades de amortização do FGTS?

O saldo do FGTS pode ser utilizado para o financiamento de diferentes modos:

– Parte do valor total pago;

– Diminuir o saldo devedor: Os financiamentos costumam ter prazos longos, que podem chegar até 420 meses, ou 35 anos. Porém, a pessoa pode pagar em menos tempo reduzindo o número de parcelas ao pagar de forma antecipada. Essa alternativa é interessante porque elimina os juros e encargos das prestações antecipadas. Outra opção é quitar parte do saldo devedor e reduzir o valor pago mensalmente;

– Diminuir o valor das parcelas: Se o financiamento do apartamento estiver pesado, uma opção é usar o FGTS para diminuir em até 80% o valor das prestações dos próximos 12 meses ou das vencidas, contanto que não tenha ultrapassado três. Dessa forma, você fica um período sem pagar as parcelas que já foram adiantadas para poder reorganizar as finanças.

É importante ressaltar que a utilização do FGTS para esses fins só é válida se o contrato de financiamento for assinado pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Condições do comprador

Para usar esse recurso, o trabalhador precisa ter, pelo menos, três anos de carteira assinada na mesma empresa ou em companhias diferentes. Outra condição é não ser proprietário de outro imóvel na mesma cidade em que reside ou trabalha. Por fim, os interessados não podem utilizar o benefício para comprar imóvel para outras pessoas.

Condições do imóvel

O FGTS vale para financiamento de imóveis exclusivos para moradia, avaliado em até R$ 1,5 milhão. Outro ponto é que a utilização do FGTS precisa respeitar um período mínimo de três anos, a partir da data de registro do imóvel na matrícula.

Quais os documentos necessários?

Se você reuniu todas as condições listadas acima e tem uma boa quantia a sacar, veja a documentação exigida para liberar o saldo do FGTS:

– Documento oficial de identificação com foto;

– Carteira de trabalho;

– Contracheque atualizado;

– Extrato da conta vinculada ao FGTS;

– Declaração Anual de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF);

– Certidão da matrícula do imóvel.

Alguns casos específicos podem exigir outros documentos, consulte a lista completa no site da Caixa.

Que tal dar uma olhada nos empreendimentos em nosso site . A Mais M2 tem ótimos apartamentos a preços mais baixos do mercado.

Compartilhar

Deixe seu comentário

Your email address will not be published.

Comparar